pedime artigo

icon-AI-areasÁREA DE INTERVENÇÃO

Medidas de Autoproteção dos Edifícios Municipais

icon-AI-projPROJETO

Medidas de Autoproteção dos Edifícios Municipais

icon-AI-enquadENQUADRAMENTO

O projeto tem como objetivo a implementação de medidas de autoproteção em 283 edifícios dos municípios da Região do Médio Tejo, tendo em conta a legislação vigente.

icon-AI-objOBJETIVOS GLOBAIS & ESPECÍFICOS

Garantir a manutenção das condições de segurança definidas no projeto e a garantia de uma estrutura mínima de resposta a emergências, com o objetivo de diminuir a probabilidade de ocorrência de incêndios e limitar as suas consequências, caso ocorram, a fim de evitar a perda de vidas humanas ou de bens.

icon-AI-acoesAÇÕES

Visitas iniciais e periódicas aos edifícios municipais;Definição das medidas preventivas;Definição das medidas de intervenção em caso de incêndio;Criação de registos de segurança;Realização de ações de formação em segurança contra incêndios em edifícios;Realização de simulacros para teste das medidas de autoproteção e treino dos ocupantes.

icon-AI-munCONCELHOS ABRANGIDOS

Abrantes, Alcanena, Constância, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha

OUTRAS ENTIDADES ABRANGIDAS

Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo

icon-AI-timeDURAÇÃO

desde 2018

icon-AI-docDOCUMENTAÇÃO

O Decreto-Lei n.º 220/2008 de 12 de Novembro, alterado e republicado pelo Decreto-Lei n.º 224/2015, de 9 de Outubro e Portaria 1532/2008 de 29 de Dezembro

icon-AI-finFINANCIAMENTO

Custos imputados às entidades aderentes

logo-Turismo

Logo-SIG

Logo-CC

Logo-TP