Compras Públicas

O desenvolvimento territorial do Médio Tejo implica a gestão sustentada dos fundos públicos pela administração local, nomeadamente através da centralização dos investimentos municipais realizados na região num serviço integrado e uniformizado que potencie economias de escala e eficiência operacional. Desta forma, garantem-se aquisições indispensáveis a cada concelho e à região com menores custos financeiros e temporais.

O contributo da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo para a racionalização da despesa pública regional materializa-se na gestão especializada da contratação intermunicipal de bens e serviços com recurso à criação de sinergias entre os municípios associados e a identificação de vantagens competitivas para o território de intervenção relativamente a fornecedores e aplicações de negócio.


Projetos em desenvolvimento

Central de Compras da CIMT

icon-AI-areasÁREA DE INTERVENÇÃO

Compras Públicas

icon-AI-projPROJETO

Central de Compras da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo

icon-AI-enquadENQUADRAMENTO

O projeto visa a constituição da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo numa Central de Compras por forma a concentrar a contratação de bens e serviços (locação e aquisição) realizada pelas suas entidades adjudicantes e, consequentemente, obter rentabilização financeira e temporal à escala regional.

A gestão integrada da contratação pública inclui a criação do Portal Informativo do Médio Tejo (MT.com), uma rede de fornecedores categorizada e administrada pela comunidade intermunicipal com base nos princípios da transparência e da eficiência, que permite às entidades interessadas aceder a informação sobre as condições de fornecimento de empresas devidamente habilitadas.

icon-AI-objOBJETIVOS GLOBAIS & ESPECÍFICOS

RACIONALIZAÇÃO DA DESPESA PÚBLICA

Elaborar e promover normas, regras e procedimentos que simplifiquem e racionalizem os processos de aquisição e aprovisionamento;

Definir critérios de compra e de aquisição de bens e serviços em articulação com deliberações superiores;

Monitorizar o desempenho da função compras eletrónicas da comunidade intermunicipal e avaliar o impacto (poupanças) dos processos desenvolvidos no âmbito da negociação centralizada.

CRIAÇÃO DE SINERGIAS

Promover junto das entidades adjudicantes a utilização dos serviços da Central de Compras, fomentando e assegurando a agregação das suas necessidades de compra;

Analisar, normalizar e estandardizar as especificações de produtos e serviços a adquirir;

Estimar o valor do potencial de poupança a obter em cada situação.

GESTÃO ESPECIALIZADA

Estabelecer a estratégia e as políticas de compra e de sourcing para as categorias de bens e serviços superiormente determinados;

Conduzir processos negociais relativos a categorias de produtos e serviços definidos como transversais e proceder à gestão dos respetivos contratos e relações com fornecedores;

Apoiar as áreas de aprovisionamento das entidades adjudicantes que pretendam desenvolver processos de negociação municipais (não transversais) através da disponibilização da plataforma tecnológica.

icon-AI-acoesAÇÕES

PORTAL INFORMATIVO DO MÉDIO TEJO (MT.com)

Plataforma tecnológica que permite às empresas comunicarem as suas condições de venda, de bens e/ou serviços, às entidades que integram a Central de Compras.

icon-AI-mun Entidades Aderentes

Câmaras Municipais de: Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha

icon-AI-timeDURAÇÃO

desde 2011

icon-AI-docDOCUMENTAÇÃO

Decreto-Lei n.º 200/2008 de 9 de outubro

Decreto-Lei n.º 18/2008 de 29 de janeiro

Regulamento (CE) n.º 1422/2007 de 4 de dezembro

Regulamento (CE) N.º 1177/2009 de 30 de novembro

 

 

 

Notícias

Prev Next

Autarcas voltam a assumir posição e pedem reunião sobre aeródromo de Tancos

Os autarcas do Médio Tejo deliberaram ontem, por unanimidade, no Conselho Intermunicipal da CIM do Médio Tejo, solicitar uma reunião, com carácter de urgência, ao Ministro das Infraestruturas e da Habitação.

17-01-2020

Está quase aí o Médio Tejo Adapta-(se)

Chama-se Médio Tejo Adapta-(se) e é o novo projeto da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo dirigido ao público escolar.

16-01-2020

“Voo, uma Exposição que cai bem” continua em mostra pelo Médio Tejo em 2020

“Voo, uma Exposição que cai bem” continua em itinerância pelo Médio Tejo em 2020.

16-01-2020

LINK – “Um transporte muito eficiente e interessante”

Foi lançado há um mês e o balanço não podia ser mais positivo. Chama-se LINK e está aí para servir todos os cidadãos que afluem às cidades do Médio Tejo. O...

09-01-2020

LINK – “Aproxima e confere a mobilidade a qualquer pessoa, reduzindo a pegada ecológica”

Parte às 8h00 do terminal rodoviário de Abrantes e regressa às 17h20 de Torres Novas novamente para Abrantes. Chama-se José Prates, é abrantino, tem 56 anos, e foi um dos...

27-12-2019

Programa ao Desenvolvimento das Bibliotecas Públicas será uma realidade

Decorreu no dia 20 de dezembro, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, a cerimónia de assinatura dos contratos relativos aos projetos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Serviços...

26-12-2019

Fátima é palco do Encontro de Investidores da Diáspora em 2020

Fátima, no concelho de Ourém, vai acolher de 9 a 12 de dezembro de 2020, o V Encontro de Investidores da Diáspora.

23-12-2019

“Os Caminhos das Pessoas” é o novo projeto Cultural da CIM do Médio Tejo

Chama-se “Os Caminhos das Pessoas” e será uma realidade no território do Médio Tejo a partir do próximo ano 2020.

20-12-2019

Vice-presidente da CIM do Médio Tejo presente em fórum sobre “Interior”

A EAPN Portugal (Núcleos de Castelo Branco, Portalegre e Santarém), e a ANIMAR promoveram o Fórum: Interior, Incluir para desenvolver: que estratégias? que decorreu no dia 13 de dezembro, na sala...

19-12-2019

Eventos

logo-Turismo

Logo-SIG

Logo-CC

Logo-TP