Médio Tejo revisita estratégia de Desenvolvimento Territorial e prepara o próximo ciclo

IMG 7501

O Conselho Estratégico para o Desenvolvimento Intermunicipal reuniu no dia 10 de março, no auditório do Centro Cultural Gil Vicente, no Sardoal.

Este órgão consultivo, que reúne entidades públicas e privadas com relevância e experiência nos interesses intermunicipais a nível social, económico e cultural, teve por objetivo revisitar a Estratégia Integrada de Desenvolvimento Territorial da região do Médio Tejo 2020.

Os parceiros, que integram este Conselho, atuam no sentido de promover a articulação e o desenvolvimento de intervenções estratégicas para a região.

A sessão conduzida por Anabela Freitas, presidente da CIM do Médio Tejo, foi iniciada com a apresentação do ponto de situação do Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da CIM do Médio Tejo e dos contributos da região para o Programa Nacional de Investimentos de 2030, tendo sido focado neste âmbito, o Aeródromo de Tancos.

Sendo uma questão determinante para a região, a presidente da CIM do Médio Tejo salientou que o Aeródromo de Tancos é uma infraestrutura “cheia de potencial e que carece de investimento”, salientando que os autarcas do Médio Tejo não se apresentam em oposição a outros projetos, interessa é defender “uma infraestrutura que tem todas as condições, devido à sua centralidade e proximidade à ferrovia e aos acessos rodoviários de excelência”.

No próximo dia 16 de março está agendada uma reunião entre Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas e da Habitação e os autarcas do Médio Tejo acerca da estratégia a encetar para o Aeródromo.

Por último, e sobre a estratégia para o Médio Tejo, Anabela Freitas referiu que “o modelo de governança, de qualquer concelho, deve ser pensado e alinhado de acordo com a estratégia definida para toda a região”, tendo destacado a importância do trabalho de parceria e intermunicipal.

De seguida, foi a vez de Paulo Madruga, CEO da EY Parthenon, responsável pelo diagnóstico efetuado da região, que traçou um cenário difícil do Médio Tejo em relação à média nacional, respeitante aos últimos 17 anos, tendo focado a perda de população como um dos fatores mais preocupantes.

Paulo Madruga deixou soluções e exaltou a importância da sessão realizada para o acolhimento de novos contributos, que poderão ser elementares na estratégia a definir.

O responsável afirmou ser indispensável “uma governança multinível”, que congregue a coesão, a convergência e atratividade da região como elementos chave para o crescimento, tendo como focos a diferenciação e a interatividade da região.

Feito o diagnóstico, passou-se a palavra aos intervenientes que deixaram algumas soluções de melhorias para o território, nomeadamente, ao nível do ensino especializado, que corresponda às carências de mão de obra das indústrias e empresas.

IMG 7495

A questão da mobilidade foi também focada como um fator determinante para o crescimento do território, tendo ficado presente a ideia que o Médio Tejo carece de uma mobilidade cada vez mais “flexível”.

O rio Tejo foi também mencionado como um fator de atratividade ainda por explorar, bem como toda a potencialidade turística e cultural da região.

As pessoas no centro de todas as questões foi outra ideia transmitida, onde se fez ouvir que “a economia parte sempre de pessoas e de pessoas que têm capacidade crítica”.

Por último, ficou presente a mensagem que a estratégia a definir deve contemplar “uma abordagem de inovação” não só ao nível empresarial, mas também ao nível dos recursos mais primários que a região dispõe.

No final da reunião, foram dadas a conhecer as próximas sessões temáticas que um contributo à definição da estratégia para o Médio Tejo e onde irão ser convidados alguns membros deste órgão consultivo, bem como agentes da sociedade, que operam em diferentes áreas profissionais.

“Atratividade e Qualidade de Vida: as pessoas primeiro”, “Base empresarial e recursos humanos: inovação e qualificações como motores do desenvolvimento” e “Património e recursos do território: a valorização económica dos recursos” são os temas escolhidos pela CIM do Médio Tejo e que servirão de mote às três sessões.

A CIM do Médio Tejo acredita no elevado potencial do trabalho desenvolvido em conjunto para uma intervenção mais eficaz nos domínios chave do desenvolvimento e da coesão territorial da região.

Notícias

Prev Next

Rede de transportes para todos os passageiros do Médio Tejo com novo aumento da oferta a partir de 1 de junho

Com o arranque das aulas presenciais para os alunos do ensino secundário e com a abertura de um conjunto de serviços no dia 18 de maio, considerou a CIM do...

29-05-2020

Médio Tejo: Abertura gradual de Museus deve considerar recomendações de boas práticas

Desde o passado dia 18 de maio, que os Museus poderão abrir as suas portas ao público, após o período de confinamento social. Neste sentido, a Rede de Museus do...

21-05-2020

Rede de transporte alargada e gratuita para todos os passageiros do Médio Tejo

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e os seus Municípios associados, em estreita articulação com os Operadores de Transporte, procederam ao alargamento da rede de serviços essenciais de transporte, vigente...

16-05-2020

Programa Caminhos suspenso

Devido à situação epidemiológica do Coronavírus – COVID-19 que assola o país, a CIM do Médio Tejo e os seus municípios associados decidiram no Conselho Intermunicipal, do dia 14 de...

15-05-2020

BTL agendada para 3 a 7 março de 2021

A Bolsa de Turismo de Lisboa já não se irá concretizar de 27 a 31 de maio de 2020, como inicialmente tinha sido comunicado, tendo a sua entidade organizadora, a...

12-05-2020

Utilização de Máscaras de Proteção

Segundo, a Direção-Geral da Saúde (DGS) o uso de máscaras faciais pelas pessoas em geral passa a ser considerado quando houver um número elevado de pessoas num espaço interior fechado...

11-05-2020

Rede gratuita garante transporte às principais ligações do Médio Tejo

Apostada em garantir o transporte público a todos os cidadãos que necessitem de se deslocar nesta fase de pandemia que o país atravessa, a CIM do Médio Tejo, em parceria...

29-04-2020

CIM do Médio Tejo distribui pelos municípios Equipamento de Proteção Individual

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo procedeu à aquisição de equipamentos de proteção civil e material diverso, que começaram a ser entregues junto dos seus municípios associados.

27-04-2020

Rede de serviços mínimos de transporte já disponível

Dia 27 de abril entra em vigor uma rede gratuita de serviços mínimos de transporte para os cidadãos do Médio Tejo, que necessitem de utilizar o transporte público. Esta rede...

24-04-2020

Eventos

logo-Turismo

Logo-SIG

Logo-CC

Logo-TP