Acessibilidades

Rede Rodoviária

A oferta rodoviária na região do Médio Tejo é assegurada pelas estradas mais importantes da rede viária nacional, com inúmeras ligações ao resto do país, salientando-se os vinte e três nós de acesso nas autoestradas A1, A13 e A23. As viagens pelo território abrangem, igualmente, itinerários complementares (IC3, IC8 e IC9), estradas nacionais (destaque para as N1, N2 e N3) e diversas vias regionais e municipais.

Área Médio Tejo

 

AUTOESTRADA DO NORTE (A1)

A autoestrada do Norte (A1) constitui o principal eixo rodoviário nacional ao permitir a ligação entre as cidades mais importantes do país, Lisboa (capital) e Porto. O trajeto abrange três municípios situados a sudoeste do Médio Tejo (Alcanena, Torres Novas e Ourém), garantindo o acesso a toda a região através de dois nós de ligação. Uma das áreas de repouso desta via está localizada em Fátima, no concelho de Ourém.

Nós de ligação no Médio Tejo (sentido Lisboa-Porto)

  • Torres Novas / Abrantes / Castelo Branco (A23, saída 7, km 94)
  • Fátima • Ourém / Batalha (N356, saída 8, km 144)

AUTOESTRADA DO PINHAL INTERIOR (A13)

O trajeto previsto para a autoestrada do Pinhal Interior (A13) percorre o território nacional entre as localidades de Marateca e de Coimbra, todavia, alguns dos troços encontram-se em execução. O troço construído entre Entroncamento e Coimbra abrange a região do Médio Tejo, mais propriamente os concelhos de Entroncamento, Vila Nova da Barquinha e Tomar, onde estão localizados oito nós de ligação.

Nós de ligação no Médio Tejo (sentido Marateca-Coimbra)

  • Lisboa / Torres Novas • Castelo Branco / Abrantes (A23, saída 14)
  • Atalaia (N110, saída 15)
  • Asseiceira (N110, saída 16)
  • Tomar (sul) / Santa Cita (N110, saída 17)
  • Tomar (centro) (próximo da N110, saída 18)
  • Tomar (norte) • Ourém • Fátima (IC9 e N110, saída 19)
  • Ferreira do Zêzere / Sertã • Alviobeira (N238, saída 20)
  • Ferreira do Zêzere (norte) • Pias (N348, saída 21)

AUTOESTRADA DA BEIRA INTERIOR (A23)

A autoestrada da Beira Interior (A23) atravessa uma parte significativa do território localizado a sul no Médio Tejo, em sete dos seus concelhos (Alcanena, Torres Novas, Entroncamento, Vila Nova da Barquinha, Constância, Abrantes e Mação). Esta autoestrada parte da A1, no nó de Torres Novas, servindo a região com treze nós de ligação e a área de serviço de Abrantes (ao km 44).

Nós de ligação no Médio Tejo (sentido Torres Novas-Guarda)

  • Zibreira • Alcanena • Minde (N3, saída 1, km 1)
  • Torres Novas (N243, saída 2, km 9)
  • Entroncamento • Meia Via (N3, saída 3, km 13)
  • Entroncamento / Barquinha • Golegã • Tomar / Atalaia (A13 e IC3, saída 4, km 17)
  • Tancos • Linhaceira (próximo da N3, saída 5, km 22)
  • Constância (oeste) • Praia do Ribatejo (próximo da N3, saída 6, km 25)
  • Constância (próximo da N3, saída 7, km 28)
  • Montalvo • Martinchel (N3, saída 8, km 32)
  • Abrantes (oeste) • Rio de Moinhos (N3, saída 9, km 37)
  • Abrantes (norte) / Alferrarede • Sardoal (N2, saída 10, km 42)
  • Mouriscas (N3, saída 11, km 49)
  • Ortiga • Mação (N3-12, saída 12, km 57)
  • Envendos (N359, saída 14, km 71)

NOTAS INFORMATIVAS

O itinerário complementar IC3, uma vez concluído, passará a integrar a Autoestrada do Pinhal Interior (A13) na totalidade; a indicação dos quilómetros em cada saída será acrescentada quando todos os troços estiverem em funcionamento.

O nó de ligação Domingos da Vinha/Gavião/Belver (saída 13), na Autoestrada da Beira Interior (A23), encontra-se localizado fora do território do Médio Tejo, contudo, garante o acesso a alguns concelhos da região.

Rede Ferroviária

A rede de caminho de ferro no Médio Tejo é constituída por um total de vinte e seis estações e apeadeiros ativos, situados ao longo dos quatro eixos ferroviários que atravessam oito concelhos e asseguram o transporte de passageiros e mercadorias na região.

Área Médio Tejo

 

LINHA DO NORTE

A Linha do Norte assegura mais de metade do tráfego ferroviário nacional (passageiros e mercadorias) entre as cidades de Lisboa e Porto. Oito das suas estações encontram-se no Médio Tejo, nomeadamente nos concelhos de Torres Novas, Tomar, Ourém e Entroncamento. Na estação do Entroncamento é assegurada a ligação à Linha da Beira Baixa e na estação da Lamarosa (Torres Novas) faz-se o transbordo para o Ramal de Tomar. O transporte de mercadorias realizado nesta linha engloba alguns ramais e terminais ferroviários afetos a operadores logísticos.

Estações e apeadeiros no Médio Tejo (sentido Lisboa-Porto)

  • Riachos-Torres Novas-Golegã
  • Entroncamento
  • Lamarosa
  • Paialvo
  • Fungalvaz
  • Fátima-Chão de Maçãs
  • Seiça-Ourém
  • Caxarias

LINHA DA BEIRA BAIXA

Na Linha da Beira Baixa é efetuado o transporte de passageiros e mercadorias entre as estações do Entroncamento e da Guarda, consistindo no eixo ferroviário com maior número interfaces na região do Médio Tejo. As treze estações e apeadeiros do Médio Tejo distribuem-se pelos concelhos de Entroncamento, Vila Nova da Barquinha, Constância, Mação e Abrantes, sendo que no último município (estação de Abrantes) é assegurada a ligação à Linha do Leste. Nesta linha entroncam diversos ramais ferroviários industriais, destacando-se os que abastecem a Caima (celulose) e a Central Termoelétrica do Pego (carvão), localizadas nos municípios de Constância e Abrantes, respetivamente.

Estações e apeadeiros no Médio Tejo (sentido Entroncamento-Guarda)

  • Entroncamento
  • Vila Nova da Barquinha
  • Tancos
  • Almourol
  • Praia do Ribatejo-Constância
  • Santa Margarida
  • Tramagal
  • Abrantes
  • Alferrarede
  • Mouriscas-A
  • Alvega-Ortiga
  • Barragem de Belver
  • Barca da Amieira-Envendos

RAMAL DE TOMAR

O serviço de transporte de passageiros no Ramal de Tomar em direção à cidade que lhe dá nome, tem início na linha do Norte, mais especificamente na estação da Lamarosa. O resto do percurso inclui outras seis estações situadas no município tomarense.

Estações e apeadeiros (sentido Lamarosa-Tomar)

  • Lamarosa
  • Soudos-Vila Nova
  • Carrascal-Delongo
  • Curvaceiras
  • Santa Cita
  • Carvalhos de Figueiredo
  • Tomar

LINHA DO LESTE

A Linha do Leste garante a ligação à fronteira espanhola, junto a Elvas, e destina-se ao transporte exclusivo de mercadorias desde 2012. O percurso ferroviário parte do troço da Linha da Beira Baixa que atravessa a região, sendo a estação de Abrantes o único interface ativo desta linha no Médio Tejo desde a supressão do serviço ferroviário de passageiros.

Estações e apeadeiros no Médio Tejo (sentido Abrantes-Elvas)

  • Abrantes
  • Bemposta-São Facundo (desativada)

Notícias

Prev Next

Autarcas voltam a assumir posição e pedem reunião sobre aeródromo de Tancos

Os autarcas do Médio Tejo deliberaram ontem, por unanimidade, no Conselho Intermunicipal da CIM do Médio Tejo, solicitar uma reunião, com carácter de urgência, ao Ministro das Infraestruturas e da Habitação.

17-01-2020

Está quase aí o Médio Tejo Adapta-(se)

Chama-se Médio Tejo Adapta-(se) e é o novo projeto da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo dirigido ao público escolar.

16-01-2020

“Voo, uma Exposição que cai bem” continua em mostra pelo Médio Tejo em 2020

“Voo, uma Exposição que cai bem” continua em itinerância pelo Médio Tejo em 2020.

16-01-2020

LINK – “Um transporte muito eficiente e interessante”

Foi lançado há um mês e o balanço não podia ser mais positivo. Chama-se LINK e está aí para servir todos os cidadãos que afluem às cidades do Médio Tejo. O...

09-01-2020

LINK – “Aproxima e confere a mobilidade a qualquer pessoa, reduzindo a pegada ecológica”

Parte às 8h00 do terminal rodoviário de Abrantes e regressa às 17h20 de Torres Novas novamente para Abrantes. Chama-se José Prates, é abrantino, tem 56 anos, e foi um dos...

27-12-2019

Programa ao Desenvolvimento das Bibliotecas Públicas será uma realidade

Decorreu no dia 20 de dezembro, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, a cerimónia de assinatura dos contratos relativos aos projetos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Serviços...

26-12-2019

Fátima é palco do Encontro de Investidores da Diáspora em 2020

Fátima, no concelho de Ourém, vai acolher de 9 a 12 de dezembro de 2020, o V Encontro de Investidores da Diáspora.

23-12-2019

“Os Caminhos das Pessoas” é o novo projeto Cultural da CIM do Médio Tejo

Chama-se “Os Caminhos das Pessoas” e será uma realidade no território do Médio Tejo a partir do próximo ano 2020.

20-12-2019

Vice-presidente da CIM do Médio Tejo presente em fórum sobre “Interior”

A EAPN Portugal (Núcleos de Castelo Branco, Portalegre e Santarém), e a ANIMAR promoveram o Fórum: Interior, Incluir para desenvolver: que estratégias? que decorreu no dia 13 de dezembro, na sala...

19-12-2019

Eventos

logo-Turismo

Logo-SIG

Logo-CC

Logo-TP