Deteção e Combate à Vespa Velutina, projeto apoiado por fundos da União Europeia

 ninho vespa

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, procedeu recentemente à adjudicação do procedimento de aquisição de serviços para o extermínio/destruição de ninhos de vespa velutina e para a colocação, manutenção e monitorização de rede de armadilhas “artesanais” na região do Médio Tejo. Este procedimento enquadra-se na Candidatura Médio Tejo - Deteção e Combate à vespa velutina, aprovada a dia 30 de setembro de 2021.

Com a execução deste procedimento iniciou-se a intervenção/destruição em ninhos de vespa velutina, tendo sido reportados e intervencionados até ao momento, cerca de 70 ninhos (entre primários e secundários).

Paralelamente foi iniciada em toda a região a instalação da rede de armadilhas “artesanais”, cujo objetivo é a captura de vespas velutinas.

A candidatura, submetida ao Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos - POSEUR, com apoio do Fundo de Coesão, tem como principal objetivo diminuir o impacto causado pela vespa velutina nas zonas onde já se encontra instalada assim como, prevenir a disseminação da espécie para outras áreas e erradicar novos focos na região do Médio Tejo.

A execução da candidatura prevê para além das ações referidas um outro conjunto de ações (algumas já executadas) de grande importância, nomeadamente:

  •  - Aquisição de armadilhas entomológicas para reforço da rede de captura permanente, conforme bases para a vigilância ativa e colocação de apiários da região;
  •  - Instalação, manutenção e monitorização de armadilhas entomológicas, como reforço da rede de captura permanente, conforme base para a vigilância ativa;
  •  - Aquisição de equipamentos para extermínio/destruição de ninhos e respetivos EPI quer para as ações de extermínio, quer para ações de monitorização/acompanhamento dos trabalhos;
  •  - Por último, a realização de diferentes ações de divulgação/sensibilização com o objetivo de melhorar o conhecimento sobre a vespa velutina e, assim, diminuir o alarme social, promovendo boas práticas entre apicultores e a população em geral.

Conforme bases para a Vigilância Ativa do Plano de Ação para a Vigilância e Controlo da Vespa velutina em Portugal, a região do Médio Tejo encontrava-se em 2018, numa zona “tampão” da dispersão da vespa velutina. Assim, com esta candidatura, a CIM do Médio Tejo pretende diminuir o impacto negativo causado pela vespa velutina, prevenir a sua proliferação da espécie e eliminar novos focos.

A implementação desta estratégia irá promover um trabalho coordenado entre várias entidades (CIM, municípios, associações/ cooperativas de apicultores, INIAV e ICNF), permitirá a adoção de metodologias e abordagens concertadas tanto na destruição como no extermínio.

A operacionalização da candidatura também irá permitir a implementação de uma rede de proteção aos apiários e o aumento do conhecimento quer dos apicultores, quer da população em geral relativamente à vespa velutina, havendo a promoção de ações de sensibilização sobre esta problemática.

A candidatura “Deteção e Combate à vespa velutina”, é a apoiada no âmbito do POSEUR, Portugal 2020, pelo Fundo de Coesão.

O valor global de investimento é de 411.732,44 euros, sendo que Fundo de Coesão apoia a execução desta candidatura com cerca de 350.000,00 euros.

Notícias

Prev Next

Deteção e Combate à Vespa Velutina, projeto apoiado por fundos da União Europeia

  A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, procedeu recentemente à adjudicação do procedimento de aquisição de serviços para o extermínio/destruição de ninhos de vespa velutina e para a colocação, manutenção e...

26-07-2022

Boas práticas em matéria de adaptação às alterações climáticas, projeto apoiado por fundos da União Europeia – Conclusão da operação

Foram concluídas as ações previstas integradas na candidatura da operação “Médio Tejo – Projetos de boas práticas em matéria de adaptação às alterações climáticas”, apoiado por fundos da União Europeia...

26-07-2022

CIM do Médio Tejo aposta no aprofundamento e na intensificação de dinâmicas de inovação para reforçar um modelo territorial mais equilibrado

Decorreu na NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, no passado dia 21 de julho, a assinatura do Protocolo de Cooperação para a Constituição da Parceria do CR Inove...

22-07-2022

Caminhos da Água continuam a refrescar o Médio Tejo de 15 a 17 de julho

Os Caminhos da Água estão de regresso de 07 a 24 de julho, e com eles muita oferta cultural que não vai querer perder na região do Médio Tejo. Os Caminhos...

13-07-2022

Encontros PNAID agendados para dezembro de 2022

Os Encontros do Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora (PNAID), que em 2021 foram adiados em virtude da situação epidemiológica da COVID 19, irão realizar-se nos dias 15...

08-07-2022

Caminhos da Água regressam dia 07 julho para nos refrescar com muita cultura no Médio Tejo

  Os Caminhos da Água, o  terceiro ciclo do projeto Caminhos do Médio Tejo, regressa de 07 a 24 de julho, e trazem cultura à nossa região. Os Caminhos da Água vão...

06-07-2022

Brigadas operacionais de Sapadores Florestais já atuaram em mais de 138 ha em 2022

A CIM do Médio Tejo tem ao serviço duas brigadas operacionais de Sapadores Florestais, que atuam sobre a nossa região exercendo atividades de silvicultura e defesa da floresta.

04-07-2022

Tomada de posição conjunta - Centros Tecnológicos Especializados

Partilhamos a tomada de posição conjunta das Comunidades Intermunicipais da Região de Coimbra, Beira Baixa, Beiras e Serra da Estrela, Médio Tejo, Oeste, Região de Leiria e Viseu Dão Lafões...

30-06-2022

CIM do Médio Tejo assina protocolo de colaboração com a Universidade de Coimbra

  Foi na passada quinta-feira, dia 23 de junho que a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo assinou um protocolo de colaboração com a Universidade de Coimbra no âmbito do projeto “Living...

27-06-2022

logo-Turismo

Logo-SIG

Logo-CC

Logo-TP