Acessibilidades

Rede Rodoviária

A oferta rodoviária na região do Médio Tejo é assegurada pelas estradas mais importantes da rede viária nacional, com inúmeras ligações ao resto do país, salientando-se os vinte e três nós de acesso nas autoestradas A1, A13 e A23. As viagens pelo território abrangem, igualmente, itinerários complementares (IC3, IC8 e IC9), estradas nacionais (destaque para as N1, N2 e N3) e diversas vias regionais e municipais.

Área Médio Tejo

 

AUTOESTRADA DO NORTE (A1)

A autoestrada do Norte (A1) constitui o principal eixo rodoviário nacional ao permitir a ligação entre as cidades mais importantes do país, Lisboa (capital) e Porto. O trajeto abrange três municípios situados a sudoeste do Médio Tejo (Alcanena, Torres Novas e Ourém), garantindo o acesso a toda a região através de dois nós de ligação. Uma das áreas de repouso desta via está localizada em Fátima, no concelho de Ourém.

Nós de ligação no Médio Tejo (sentido Lisboa-Porto)

  • Torres Novas / Abrantes / Castelo Branco (A23, saída 7, km 94)
  • Fátima • Ourém / Batalha (N356, saída 8, km 144)

AUTOESTRADA DO PINHAL INTERIOR (A13)

O trajeto previsto para a autoestrada do Pinhal Interior (A13) percorre o território nacional entre as localidades de Marateca e de Coimbra, todavia, alguns dos troços encontram-se em execução. O troço construído entre Entroncamento e Coimbra abrange a região do Médio Tejo, mais propriamente os concelhos de Entroncamento, Vila Nova da Barquinha e Tomar, onde estão localizados oito nós de ligação.

Nós de ligação no Médio Tejo (sentido Marateca-Coimbra)

  • Lisboa / Torres Novas • Castelo Branco / Abrantes (A23, saída 14)
  • Atalaia (N110, saída 15)
  • Asseiceira (N110, saída 16)
  • Tomar (sul) / Santa Cita (N110, saída 17)
  • Tomar (centro) (próximo da N110, saída 18)
  • Tomar (norte) • Ourém • Fátima (IC9 e N110, saída 19)
  • Ferreira do Zêzere / Sertã • Alviobeira (N238, saída 20)
  • Ferreira do Zêzere (norte) • Pias (N348, saída 21)

AUTOESTRADA DA BEIRA INTERIOR (A23)

A autoestrada da Beira Interior (A23) atravessa uma parte significativa do território localizado a sul no Médio Tejo, em sete dos seus concelhos (Alcanena, Torres Novas, Entroncamento, Vila Nova da Barquinha, Constância, Abrantes e Mação). Esta autoestrada parte da A1, no nó de Torres Novas, servindo a região com treze nós de ligação e a área de serviço de Abrantes (ao km 44).

Nós de ligação no Médio Tejo (sentido Torres Novas-Guarda)

  • Zibreira • Alcanena • Minde (N3, saída 1, km 1)
  • Torres Novas (N243, saída 2, km 9)
  • Entroncamento • Meia Via (N3, saída 3, km 13)
  • Entroncamento / Barquinha • Golegã • Tomar / Atalaia (A13 e IC3, saída 4, km 17)
  • Tancos • Linhaceira (próximo da N3, saída 5, km 22)
  • Constância (oeste) • Praia do Ribatejo (próximo da N3, saída 6, km 25)
  • Constância (próximo da N3, saída 7, km 28)
  • Montalvo • Martinchel (N3, saída 8, km 32)
  • Abrantes (oeste) • Rio de Moinhos (N3, saída 9, km 37)
  • Abrantes (norte) / Alferrarede • Sardoal (N2, saída 10, km 42)
  • Mouriscas (N3, saída 11, km 49)
  • Ortiga • Mação (N3-12, saída 12, km 57)
  • Envendos (N359, saída 14, km 71)

NOTAS INFORMATIVAS

O itinerário complementar IC3, uma vez concluído, passará a integrar a Autoestrada do Pinhal Interior (A13) na totalidade; a indicação dos quilómetros em cada saída será acrescentada quando todos os troços estiverem em funcionamento.

O nó de ligação Domingos da Vinha/Gavião/Belver (saída 13), na Autoestrada da Beira Interior (A23), encontra-se localizado fora do território do Médio Tejo, contudo, garante o acesso a alguns concelhos da região.

Rede Ferroviária

A rede de caminho de ferro no Médio Tejo é constituída por um total de vinte e seis estações e apeadeiros ativos, situados ao longo dos quatro eixos ferroviários que atravessam oito concelhos e asseguram o transporte de passageiros e mercadorias na região.

Área Médio Tejo

 

LINHA DO NORTE

A Linha do Norte assegura mais de metade do tráfego ferroviário nacional (passageiros e mercadorias) entre as cidades de Lisboa e Porto. Oito das suas estações encontram-se no Médio Tejo, nomeadamente nos concelhos de Torres Novas, Tomar, Ourém e Entroncamento. Na estação do Entroncamento é assegurada a ligação à Linha da Beira Baixa e na estação da Lamarosa (Torres Novas) faz-se o transbordo para o Ramal de Tomar. O transporte de mercadorias realizado nesta linha engloba alguns ramais e terminais ferroviários afetos a operadores logísticos.

Estações e apeadeiros no Médio Tejo (sentido Lisboa-Porto)

  • Riachos-Torres Novas-Golegã
  • Entroncamento
  • Lamarosa
  • Paialvo
  • Fungalvaz
  • Fátima-Chão de Maçãs
  • Seiça-Ourém
  • Caxarias

LINHA DA BEIRA BAIXA

Na Linha da Beira Baixa é efetuado o transporte de passageiros e mercadorias entre as estações do Entroncamento e da Guarda, consistindo no eixo ferroviário com maior número interfaces na região do Médio Tejo. As treze estações e apeadeiros do Médio Tejo distribuem-se pelos concelhos de Entroncamento, Vila Nova da Barquinha, Constância, Mação e Abrantes, sendo que no último município (estação de Abrantes) é assegurada a ligação à Linha do Leste. Nesta linha entroncam diversos ramais ferroviários industriais, destacando-se os que abastecem a Caima (celulose) e a Central Termoelétrica do Pego (carvão), localizadas nos municípios de Constância e Abrantes, respetivamente.

Estações e apeadeiros no Médio Tejo (sentido Entroncamento-Guarda)

  • Entroncamento
  • Vila Nova da Barquinha
  • Tancos
  • Almourol
  • Praia do Ribatejo-Constância
  • Santa Margarida
  • Tramagal
  • Abrantes
  • Alferrarede
  • Mouriscas-A
  • Alvega-Ortiga
  • Barragem de Belver
  • Barca da Amieira-Envendos

RAMAL DE TOMAR

O serviço de transporte de passageiros no Ramal de Tomar em direção à cidade que lhe dá nome, tem início na linha do Norte, mais especificamente na estação da Lamarosa. O resto do percurso inclui outras seis estações situadas no município tomarense.

Estações e apeadeiros (sentido Lamarosa-Tomar)

  • Lamarosa
  • Soudos-Vila Nova
  • Carrascal-Delongo
  • Curvaceiras
  • Santa Cita
  • Carvalhos de Figueiredo
  • Tomar

LINHA DO LESTE

A Linha do Leste garante a ligação à fronteira espanhola, junto a Elvas, e destina-se ao transporte exclusivo de mercadorias desde 2012. O percurso ferroviário parte do troço da Linha da Beira Baixa que atravessa a região, sendo a estação de Abrantes o único interface ativo desta linha no Médio Tejo desde a supressão do serviço ferroviário de passageiros.

Estações e apeadeiros no Médio Tejo (sentido Abrantes-Elvas)

  • Abrantes
  • Bemposta-São Facundo (desativada)

Notícias

Prev Next

O CAMINHOS DO FERRO chega em abril para dinamizar culturalmente o Médio Tejo

De 13-15 e 20-22 de abril, o Caminhos do Ferro inaugura o programa cultural em rede - Caminhos -  deste ano, com programação gratuita a decorrer em Abrantes, Constância, Entroncamento, Mação, Tomar e...

26-03-2018

CIM do Médio Tejo reúne em Bruxelas no Parlamento Europeu e Comissão Europeia

  11 dos autarcas do Médio Tejo estão desde ontem, dia 22 de março reunidos em Bruxelas para a realização de várias reuniões no Parlamento Europeu e na Comissão Europeia, com...

23-03-2018

Contrato de Financiamento dos Gabinetes Técnicos Florestais Intermunicipais

Maria do Céu Albuquerque, Presidente da CIM do Médio Tejo assina Contrato de Financiamento dos Gabinetes Técnicos Florestais Intermunicipais A CIM do Médio Tejo assinou ontem, dia 21 de março nas...

22-03-2018

Seminário PIAAC Médio Tejo | 13 de março | 14h30

A CIM do Médio Tejo vai promover no próximo dia 13 de março, o Seminário “ Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas – PIAAC Médio Tejo”. Este Seminário vai...

02-03-2018

CIM do Médio Tejo vai voltar a marcar presença na BTL - 2018

CIM do Médio Tejo vai voltar a marcar presença na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, entre 28 de fevereiro e 4 de março, na FIL, Parque das Nações...

23-02-2018

Sessão de Divulgação Médio Tejo | Região de Hidrogénio

No seguimento de a Região do Médio Tejo ter assumido ser uma Região do Hidrogénio, no sentido de promover projetos demonstradores no âmbito do vetor Energético Hidrogénio, fundamental no futuro...

20-02-2018

Simplex+2017 – Concretização da medida Harmonização dos procedimentos nas autarquias locais

Em articulação com a Secretaria de Estado da Modernização Administrativa, está a decorrer hoje, dia 15 de fevereiro, na sede da CIM do Médio Tejo desde as 10h30, a 1.ª...

15-02-2018

Sessão de Trabalho da ANQEP na CIM Médio Tejo

  Sessão de trabalho para apresentação do SANQ – Sistema de Antecipações de Necessidades de Qualificações No âmbito do desenvolvimento do Sistema de Antecipações de Necessidades de Qualificações (SANQ), a Agência Nacional...

12-12-2017

Reunião da Assembleia Intermunicipal

  Na sequência dos processos eleitorais decorridos nas Assembleias Municipais dos Municípios associados da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, tem lugar amanhã, dia 13 de dezembro, pelas 21h00, no auditório da...

12-12-2017

Eventos

Est-2020

sig

Vive o Empreendedorismo

central-compras

transporte-a-pedido